CMRio realiza gincana para fortalecer ensino de Matemática

18

Durante toda a terça-feira, dia 2 de outubro, os mais de 900 estudantes do CMRio (Colégio Militar Rio Tocantins) participaram de uma gincana com foco na disciplina de Matemática. Os alunos foram divididos em quatro equipes e as disputas foram saudáveis e acirradas o dia inteiro.

As atividades envolveram provas de paródia, torta na cara, soletrando, entre outras agitavam a torcida e contribuíram para fortalecer ainda mais os laços entre eles.

A diretora do CMRio, Hellen Nyde da Silva e Souza, explica que a gincana é uma tarefa proposta pelo projeto Jovens de Futuro e envolveu todos os estudantes da escola, com o objetivo de melhorar a aprendizagem desta disciplina, motivando os alunos por meio de atividades lúdicas. A gincana também contou com uma ação solidária, que envolveu arrecadação de materiais de limpeza para a própria escola. “Ficamos felizes em perceber o comprometimento dos estudantes nesta atividade, inclusive com algumas caracterizações, como de Isaac Newton”.

E exatamente essa personagem importante da história da Matemática foi interpretada pelo estudante Lázaro Sousa, do 2º Ano A do CMRio, que chamou a atenção dos estudantes, que tiveram de resolver operações matemáticas propostas pelo autor da imortal obra “Princípios Matemáticos da Filosofia Natural”.

Pela manhã, os estudantes participaram de provas envolvendo teorias da matemática e, à tarde, as propostas do programa é aplicar a teoria estudada à prática da disciplina, com assuntos estudados ao longo do semestre letivo.

Para quem não sabe, a antiga Escola CAIC foi transformado em Colégio Militar Rio Tocantins neste ano, numa parceria com a Polícia Militar. Ali, estudam mais de 900 alunos do ensino fundamental e médio e a nova experiência está agradando professores, pais e os próprios estudantes.

Desde que foi transformada em Colégio Militar, aquela unidade escolar, localizada na Folha 13, Nova Marabá, está passando por mudanças extraordinárias, com apoio permanente de 42 militares da PM do Pará. “Temos certeza que nos próximos anos teremos melhores resultados no IDEB”, prevê a diretora Hellen Nyde.

Quer deixar um comentário, preencha o formulário abaixo!

Please enter your comment!
Digite seu nome aqui