SEMED e SMS lançam Semana de Saúde na Escola

76

As secretarias municipais de Educação e Saúde lançaram nesta terça-feira, 26, a programação da Semana Saúde na Escola 2019, que deve alcançar 31 mil estudantes da rede municipal de ensino. O evento aconteceu na Escola Judith Gomes Leitão, com a participação de alunos, pais e educadores da referida escola, além de representes da SEMED e SMS.

O secretário municipal adjunto de Educação, José Orlando Morais, elogiou a participação dos pais que compareceram à cerimônia de lançamento da campanha e conclamou estudantes e seus familiares a ficarem alertas em relação à vacinação, que é algo prioritário para evitar que crianças e jovens adoeçam. “Temos uma força tarefa envolvendo as secretarias de Educação e Saúde para auxiliar as famílias nesta questão no cuidado com a vida dos nossos alunos. Mas é preciso que cada um faça sua parte”, sustentou.

Lucileia Pereira dos Santos, coordenadora interina do Programa Saúde na Escola, explicou que as ações de lançamento do PSE vão seguir a semana inteira nas escolas Irmã Theodora, Evandro Viana, Pedro Peres e João Anastácio de Queiroz. Ao longo do ano, dezenas de escolas receberão equipes da SEMED e da SMS para desenvolvimento de ações de promoção de saúde.

Ela observa que o Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial instituído pelo governo federal desde 2007. As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral.

Maria de Nazaré da Silva e Silva, coordenadora de programas e projetos da SEMED, explica que a articulação entre escola e rede básica de saúde é à base do Programa Saúde na Escola. “O PSE é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas”. Sua sustentabilidade e qualidade dependem de todos nós. Este ano, o tema é a Importância da Imunização”, disse.

Por conta disso, as ações de prevenção estão começando a partir da análise de informações sobre a ocorrência de doenças no território e que podem ser prevenidas com vacinas, como o sarampo, que está retornando ao Pará depois de muitos anos.

Os profissionais envolvidos no PSE buscam o envolvimento das famílias e comunidade a fim de compartilhar as informações e sensibilizar a comunidade sobre a importância de manter as cadernetas ou cartões de vacinação atualizados.

Elizabete Marques, gerente da Unidade Básica de Saúde João Batista Bezerra, observou aos pais e estudantes que também é uma ação de promoção da saúde conhecer o que são as vacinas, para que servem e sua importância. Por isso, essa ação deve ser desenvolvida junto com os atores, com protagonismo de todos os envolvidos e apoio dos profissionais de saúde e de educação.

Compareceram à cerimônia de lançamento da campanha e conclamou estudantes e seus familiares a ficarem alertas em relação à vacinação, que é algo prioritário para evitar que crianças e jovens adoeçam. “Temos uma força tarefa envolvendo as secretarias de Educação e Saúde para auxiliar as famílias nesta questão no cuidado com a vida dos nossos alunos. Mas é preciso que cada um faça sua parte”, sustentou.

Lucileia Pereira dos Santos, coordenadora interina do Programa Saúde na Escola, explicou que as ações de lançamento do PSE vão seguir a semana inteira nas escolas Irmã Theodora, Evandro Viana, Pedro Peres e João Anastácio de Queiroz. Ao longo do ano, dezenas de escolas receberão equipes da SEMED e da SMS para desenvolvimento de ações de promoção de saúde.

Ela observa que o Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial instituído pelo governo federal desde 2007. As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral.

Maria de Nazaré da Silva e Silva, coordenadora de programas e projetos da SEMED, explica que a articulação entre escola e rede básica de saúde é à base do Programa Saúde na Escola. “O PSE é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas”. Sua sustentabilidade e qualidade dependem de todos nós. Este ano, o tema é a Importância da Imunização”, disse.

Por conta disso, as ações de prevenção estão começando a partir da análise de informações sobre a ocorrência de doenças no território e que podem ser prevenidas com vacinas, como o sarampo, que está retornando ao Pará depois de muitos anos.

Os profissionais envolvidos no PSE buscam o envolvimento das famílias e comunidade a fim de compartilhar as informações e sensibilizar a comunidade sobre a importância de manter as cadernetas ou cartões de vacinação atualizados.

Elizabete Marques, gerente da Unidade Básica de Saúde João Batista Bezerra, observou aos pais e estudantes que também é uma ação de promoção da saúde conhecer o que são as vacinas, para que servem e sua importância. Por isso, essa ação deve ser desenvolvida junto com os atores, com protagonismo de todos os envolvidos e apoio dos profissionais de saúde e de educação.