SEMED reúne gestores escolares para discutir agenda do final do ano letivo

21

Na tarde desta quinta-feira, dia 27, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) realizou uma reunião ampliada com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais para discutir uma diversificada agenda, que incluiu parceria do município com a Fundação Lemann para assessoria pedagógica, formação para gestores e apresentação da avaliação diagnóstica realizada na rede no início deste ano.

A reunião ocorreu no Plenário da Câmara Municipal e o secretário Luciano Lopes Dias deu boas vindas aos diretores e anunciou o convênio que está sendo assinado com a respeitada Fundação Lemann, que vai ajudar o município a melhorar a qualidade do ensino. “Tenho convicção de que essa parceria vai ajudar a melhorar o trabalho desenvolvido pela SEMED e escolas, com foco nos alunos”.

Luciano revelou, ainda, que ficou acordado que a Fundação Lemann vai oferecer um curso de gestão para diretores e vice-diretores, possivelmente iniciando ainda neste ano levito.

Luciano Prevê a necessidade de uma mudança de estratégia no ensino para focar no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), o qual revela para a sociedade o fruto do trabalho realizado pelas escolas. “Vamos esmiuçar os indicadores aferidos no IDEB, que compõem o índice, para trabalhar a realidade de cada unidade escolar. Iremos, também, repetir a avaliação diagnóstica no próximo ano e utilizar de todas as estratégias possíveis para que a qualidade do processo ensino-aprendizagem tenha mais eficiência. Vamos começar com o processo de matrícula, que terá uma nova roupagem”.

Na visão do secretário de Educação, os bons exemplos a serem seguidos estão na própria rede de ensino municipal. “Estamos imbuídos neste trabalho. Há sacrifício, demanda esforço pessoal e coletivo, mas queremos levar esse foco para as escolas, compartilhar com os professores e alunos”, sustentou, informando que a proposta da Lemann é transformar Marabá em referência para o Brasil.

Fábio Rogério, diretor de Ensino Urbano da SEMED disse que a formação para diretores e coordenadores pedagógicos terá um momento presencial e outro à distância.

Já os professores de língua portuguesa terão um programa novo para trabalhar chamado “Avisalá”, enquanto o de Matemática será o “Mathema”, ambos focados nos alunos do 3º ao 9º ano do ensino fundamental. “Vamos criar uma nova dimensão com a sala de leitura, que terá mais envolvimento com a escrita colaborativa”, anunciou.

Quer deixar um comentário, preencha o formulário abaixo!

Please enter your comment!
Digite seu nome aqui